Notícias

Espécie de flor é a nova aliada no controle da dengue

A Prefeitura de Itajaí está investindo em novas ações para controlar a proliferação do mosquito da dengue. Uma delas é a distribuição da planta “Crotalária”, espécie já utilizada em outras cidades e que vem demonstrado resultados positivos. As flores da crotalária atraem a libélula, que é um predador natural do mosquito Aedes aegypti. Além disso, as libélulas depositam ovos no mesmo local onde o mosquito da dengue deposita os seus e as larvas da libélula se alimentam das larvas do mosquito da dengue, ocorrendo dessa forma, o controle biológico do Aedes aegypti.

A produção das mudas e distribuição está sendo feita pelo Instituto Brasil Ambienta (IBRA)l, atendendo solicitação da FAMAI. O IBRA já tem mudas disponíveis para a doação e também as sementes da espécie para as pessoas plantarem em suas residências. Elas podem ser retiradas gratuitamente no Viveiro Fazenda Nativa, que fica localizado na Rua Osvaldo Bertemes, 144 no bairro Fazenda. O local funciona de segunda a sexta-feira em horário comercial.

Segundo a coordenadora do IBRA, Lucimara Guzatti, trata-se de mais uma experiência para a instituição – que nunca trabalhou com esse tipo de espécie. “Apesar de não haver estudos científicos que comprovem a eficácia da planta no controle do mosquito da dengue, ela tem se mostrado benéfica nos municípios que apostaram na crotalária como aliada e, pelas características da planta que na agricultura é utilizada para o controle de nematoides e também como adubação verde, pode sim vir a auxiliar no controle do Aedes aegypti”, explica.

Importante salientar que a crotalária é uma aliada e não a solução para o combate à dengue. A prevenção e os cuidados continuam sendo os mais importantes para combater o mosquito.

 

Veja como plantar e cuidar da crotalária

A crotalária prefere solo fértil e locais frescos. Ela tem florescimento muito rápido, de 90 dias a 120 dias depois do plantio.

– Faça covas de 2 cm de profundidade, e 50 cm de distancia entre cada cova.

– Coloque em cada cova 2 sementes de crotalária

– Regue diariamente na fase do nascimento da semente. Tendo o cuidado para não deixar o solo muito encharcado

O biólogo Felipe de Lima, da Fundação do Meio Ambiente de Itajaí (FAMAI) alerta sobre a possível toxicidade da planta. “É necessário cuidados no cultivo da Crotalária, inclusive com animais domésticos. Elas devem estar plantadas fora do alcance desses animais”.

Londons naturalistisch-romantischen abenteuerromanen liegen teilweise eigene erlebnisse ghostwriter-hilfe.com ghostwriting zugrunde
Copyright © 2012 AMBIANCE ASSESSORIA AMBIENTAL - Todos os direitos reservados.